Retorcedeira de Dupla-torção
     

Retorção dupla-torção

As máquinas retorcedeiras de dupla-torção são utilizadas para obter um fio mais homogêneo (regularidade), mais resistente e de melhor toque.

 


No sistema de retorção dois para um o fio recebe duas torções para cada uma revolução do fuso.

A primeira torção ocorre entre o sistema de controle de tensão dentro da panela (aonde se encontra a cápsula) e a saída do fio no disco de reserva. A segunda torção ocorre no balão, entre a saída do fio no disco de reserva e o guia-fio (parabalão).


Na maioria das máquinas o tubete de fio singelo é colocado na panela. O fio passa do interior da panela a ponta do fuso através do sistema de controle de tensão do fio no interior do fuso. O fio sai através da cerâmica no disco de reserva e forma o balão em volta da panela. A altura do balão é delimitada pelo guia-fio (parabalão). Depois o fio passa pelos rolos de arraste até o enrolamento final. O enrolamento do tubete final é feito através de um guia-fio sobre o traversão de vai-vem e acionado por um rolo de tração.


VANTAGENS sobre a retorção de anel:

 - Produção de longos trechos de fios sem nós,

- Maior produção/hora.


Principais VANTAGENS da retorção de dupla-torção:
- duas torções para cada revolução do fuso;
- longos trechos sem nós;
- eliminação do repasse ao entregar no cone de tingimento ou cones finais;
- retorção sem utilizar anéis ou viajantes;
- sem deformação de tubetes;
- regularidade de retorção em toda extensão da máquina ou somente um ado da máquina;
- menor custo de manutenção, peças de menor desgaste.

 
 

 
comentários: 0

 
 
 
 

        • Conteudos da mesma Categoria

 
 
 

        • Produtos Relacionados

 
 
 

Rivitex Com. Imp. e Exp. Ltda

Rua Jose Eugenio Padoan, 15 | CEP 04926-060 | São Paulo/SP

Fone (11) 5517-6082 | Fax (11) 5517-7257

Email: rivitex@rivitex.com.br

desenvolvido por